GRAMINMinistériosProjetosNo AmazonasMuralParticipar
Ministérios
 

O Instituto Bíblico do Alto Rio Negro foi levantado com o objetivo de  evangelizar as 22 tribos que habitam a região do Rio Negro. Em Abril de 1995 foi planejado e no dia 21 de Março de 1997 começou seu funcionamento.

Assuntos tratados:
 

 

Os motivos são:

Em Primeiro: solicitação da levantamento de um instituto bíblico por parte dos missionários brasileiros. Em fevereiro de 1995 quando eu (missionário Kim) visitei a  cidade de São Gabriel; os missionários da Missão Novas Tribos e os missionários da Missão ALEM sentiram a necessidade da criação de um instituto bíblico. Eles desejavam muito a fundação de um instituto bíblico para os índios. Os missionários da Missão Novas Tribos já tinham solicitado oficialmente duas fundações do instituto bíblico,porém foram recusadas. Por essa causa quando eu cheguei nessa região eles solicitaram a mim.

 
Em Segundo : pelas dificuldades : A  extensa área para a evangelização, lugares perigosos e  bem dispersos, a existência de muitas tribos que nunca ouviram a Palavra de Deus, a diminuição repentina dos missionários. O tamanho do território da região do Rio Negro é 3 vezes maior que as duas Coréias (sul e norte) e não existem  meios de transporte terrestre senão por meios fluviais.

Na região de rio Negro existem áreas perigosas com correntezas fortes e cataratas, são muito perigosas para a viagem.

O fato de existirem muitas tribos indígenas que não tem acesso ao evangelho, e também a suas extensas terras com muitos perigos a enfrentar, fizeram com que diminuísse a quantidade de missionários atuando na região. Isto é um dos problemas para os missionários brasileiros.

Além disso, o visto brasileiro para missionários estrangeiros não é de fácil obtenção, o que resultou na escassez de missionários estrangeiros na região. Essa escassez, aliada ao fato que várias tribos ainda não foram evangelizadas, tornou necessária a educação e treinamento de indígenas tanto para o ministério pastoral quanto para missões.

Terceiro; Devido à mistura de cristianismo e práticas religiosas pagãs, o hábito de envenenamento dos inimigos, a violência e prostituição continuaram entre cinco diferentes grupos tribais – embora originalmente ministrados pela Missão Novas Tribos. Com a ausência de um seminário para educar líderes nativos, não havia a devida orientação espiritual.  Embora suas igrejas tenham adotado crenças e práticas fundamentais do cristianismo, faltaram os frutos da regeneração espiritual e da maturidade. Assim, a melhor maneira de corrigir esta situação foi reintroduzir o evangelho entre eles,  edificar igrejas e incentivar o bem-estar espiritual dos seus membros. Por estas razões, foi necessário estabelecer um seminário, como o Instituto Bíblico do Alto Rio Negro, para formar líderes indígenas firmes na doutrina cristã – mas sem perder sua identidade étnica e suas raízes ancestrais.

 

 
 

Em abril de 1995 com a ajuda do pastor Kim Sam Hwan( Igreja Presbiteriana Myungseong) da Coréia e do pastor Moon Myong Cheol(Igreja Missionaria Oriental) de São Paulo compramos um terreno de 800m x 2000m. Pois era distante da cidade de São Gabriel da Cachoeira, os seus redores eram cercados por matas da floresta. O terreno se parecia muito com o ambiente da aldeia aonde habitavam os índios.

 

A partir de maio de 1995, após a obtenção do terreno, começamos a reunir com os missionários brasileiros e oramos para fundar um instituto bíblico independente. Durante este período tínhamos como objetivo Entregar o instituto bíblico aos índios para possuírem uma  liderança religiosa. Nomeando oficialmente como Instituto Bíblico do Alto Rio Negro.

Nomeamos 8 membros para responsabilizar o instituto, entre eles estão os coreanos que possuem identidade brasileiras, eu(missionário Kim) e minha esposa, 2 pastores coreanos de São Paulo e 4 brasileiros. Estes membros foram nomeados para evitar inesperados problemas, assim podendo proteger os bens do instituto e para que o instituto permaneça funcionando por muito tempo. Nomeamos a um dos membros coreano como vice-presidente e a um brasileiro como presidente. A causa de nomear a um brasileiro como presidente foi para administrar o instituto com a cultura e costume do local.

Assim, começamos  a  cooperar com os missionários brasileiros. A cooperação diminui o custo da missão e aumentou o recurso humano melhorando assim o trabalho missionário. Podendo demonstrar aos nativos o quanto é maravilhoso cooperar independente da etnia de cada pessoa.

 
 

A fundação do Instituto Bíblico na região do Rio Negro obedece aos seguintes objetivos:

1- Formação de pastores;

2- Além de ministrar a educação cristã, por meio de disciplinas da Teologia, promover a educação secular, por meio de matérias fundamentais. A idéia é fazê-los verdadeiros líderes de suas comunidades;

3- Re-educação e treinamento dos pastores já formados;

4- Fornecer instrumentos que capacitem os indígenas para a tradução da bíblia e de materiais bíblicos para seus idiomas nativos;

5- Oferecer caminhos que promovam a auto-estima dos indígenas, para que sintam orgulho de sua identidade étnica, de suas raízes e tradições, bem como de sua brasilidade.

 
 

IInstituto bíblico do Alto Rio Negro não pertence a nenhuma comunidade religiosa, ele é como se fosse uma nova comunidade religiosa. Quando eu entrei nos lugares ,percebi que não pertencia a nenhuma comunidade religiosa e também percebi que evangelizar os índios e servir às igrejas que já existiam seria bem mais produtivo. O instituto tem um convênio com a Convenção da Igreja Bíblica Unida Indígena do Rio Negro.

A doutrina selecionada para o instituto bíblico é a doutrina da Missão Novas Tribos. Os índios que habitam a região mesmo divididas por aldeias, não têm conflitos entre igrejas indígenas ,pois todas elas tiveram a mesma influência e aprendizagem da Missão Novas Tribos.

Mas a partir de meados dos anos 80, alguns missionários brasileiros de diferentes comunidades religiosas começaram a re-evangelizar às igrejas indígenas que já existiam, também ofereciam roupas, comidas e presentes, os índios para agradecer-lhes mudaram suas igrejas para aquelas comunidades religiosas. Com estes acontecimentos os missionários brasileiros de outras comunidades religiosas mudaram totalmente o culto tradicional e a política das igrejas indígenas, causando conflitos entre elas.

Baseado nos conflitos entre as igrejas pela diferença de comunidades religiosas em que pertencem, o instituto bíblico fundou-se sem pertencer a nenhuma comunidade religiosa, evitando assim o conflito pelas diferenças e procurando servir às igrejas que já existem e assim, continuar com o trabalho de evangelizar os índios que ainda não ouviram a Palavra de Deus.

 
 

A construção do instituto começou no novembro de 1996 com a ajuda financeira do pastor Cho Chang Hoon da Igreja Siloam de Los Angeles Estados Unidos. Construiu um prédio principal do instituto de 10m x 20m ,composto por um  auditório com 4 salas de aula.

Para hospedagem dos alunos foi construído 4 locais de 6m x 9m de perímetro com a ajuda de um arquiteto. E logo foi construída um alojamento grande para os alunos e 2 alojamentos para os missionários.

 

Todo os dias minha esposa transportava os trabalhadores e materiais necessários para a construção. Também oferecia transporte aos professores que davam  aulas 2 ou 3 vezes ao dia. Com ajuda dos varios irmaos e as igrejas. Hoje em dia possuímos um prédio principal, uma cozinha, um restaurante, 3 prédios de hospedagem para os alunos e 4 para missionários, auditórios e mais.

No dia 21 de Março de 1997, inauguramos o Instituto Bíblico do Alto Rio Negro com 12 alunos das aldeias de Baniwa, Bare, Werekena.

 
 

Devido a limitação da hospedagem e o custo de administração o instituto seleciona 10 alunos por ano, em cada turma  tem 10 alunos e 40 alunos no total. Mas os 40 alunos junto com seus familiares chegam no total de 80 pessoas aproximadamente que moram no instituto.

Calendário escolar e as matérias, o primeiro semestre começa  em março até final de junho e o segundo semestre começa em agosto até final de novembro. Cada semestre tem  4 meses de aula e as férias são em Julho e Dezembro até Janeiro ou Fevereiro. Para se formar é necessário cursar 8 semestre durante 4 anos com a nota mínima de 6.0. Se a nota for abaixo de 6.0 o aluno é reprovado.

 
 

Nos primeiro e segundo anos valoriza-se as aulas e o estudo da Língua Portuguesa, uma vez que a maioria dos alunos indígenas não possuem base sólida proporcionada pelo Ensino Fundamental. As aulas são fáceis e repetitivas, e costumamos usar a versão da bíblia Linguagem de Hoje pela sua facilidade de compreensão.

Ensino Secular
Desde 2006 funcionou ensino fundamental e ano 2008 iniciou ensino medio como EJA( Escola Jovem e adulto) 18:30 - 22:00hs da noite.

A agenda do instituto.
Toda manhã há culto entre 6:00hs~7:00hs . De 6:00hs~6:20 louvor ; hora de mensagem, entre 6:20 e 6:40 orações pessoais. 6:40hs~7:00hs orações para os outros.

Todos os dias os tópicos das orações são escritas em frente a sala para orar pensando nos outros irmãos e no mundo. É obrigatório a participação do culto de manhã dos professores e alunos, 3 atrasos equivalem a 1 falta e 3 faltas durante um semestre é a reprovação direta do aluno. Nem na cultura brasileira e nem na dos índios tem culto pela manhã, mas implementamos o costume de oferecer as primeiras horas a Deus e a oração pela manhã.

8:00hs~12:00 como as escolas brasileiras, são 4 horas de aulas

14:00hs~17:00 administração do instituto ou cultivo de bananas e mandiocas. Como as escolas teológicas brasileiras, também realizamos trabalho público.

16:30~22:00 hora participar culso de EJA(Escola Jovem e adulto).

Sábado de manhã damos aulas de  violão e outros instrumentos musicais. A tarde temos hora de descanso. No domingo temos culto de manhã e de noite.

 
 

O custo de administração do instituto é recebido da pelas Igrejas e os irmaos.

Pela dificuldade financeira dos alunos da região do rio Negro, a mensalidade dos alunos é  recebida através de duas latas de farinha ou valor de duas latas de farinha e com o trabalho dos alunos de segunda-feira até sexta-feira, ajudando assim a administração do instituto.

O instituto lhe oferece refeições, necessidades básicas dos alunos, materiais escolares e livros assistencia da medicina.

 
 

Convidamos os líderes do culto(presbíteros e diáconos) junto com os futuros alunos do instituto para um estudo bíblico durante 8 dias oferecendo hospedagem. Este estudo se realiza duas vezes por ano no período de uma semana. A primeira etapa se realiza na primeira semana de Julho e a segunda na última semana de Novembro. Existem irmãos que moram muito longe do instituto, que procuram participar enfrentando uma perigosa viagem de canoa. Alguns viajam 15 dias para participar do estudo.

 
 

6:00hs~7:00 culto de manhã

7:00~8:00 café da manhã,

8:00~12:00 aula de manhã,

14:00~18:00 aula de tarde,

18:00~19:00 jantar,

19:30~22:00 culto de noite.

Primeiro: o objetivo desse estudo consta na educação dos presbíteros e diáconos que não tiveram conhecimentos bíblicos e teológicos. Segundo, com a contínua educação incrementar a qualidade dos líderes e o encontro entre alunos e ex-alunos  facilitam o trabalho cooperativo. Terceiro, após o término do estudo os alunos oferecem o transporte aos líderes visitantes. Desde a inauguração do instituto, foram realizadas  2 vezes por ano, até hoje ja foram realizadas 24 vezes.

 
 

No mesmo dia do estudo bíblico,  também é realizado um retiro dos jovens durante 8 dias, na  primeira semana de julho. Com  cultos, estudo bíblico, ensino de instrumentos musicais e esportes.

Agenda do retiro, 6:00~7:00 culto de manhã,

7:00~8:00 café da manhã,

8:00~10:00 estudo bíblico,

10:30~12:00 aula de TAE KWON DO,

14:00~16:00 ensino de violão e teclado,

16:30~18:00 futebol e vôlei,

18:00~19:00 jantar,

19:30~22:00 culto de noite.


O retiro é realizado uma vez por ano. Primeiro: O objetivo é evangelizar aos jovens que cada vez mais estão se distanciando das igrejas. Segundo, fazer com que os jovens se inscrevam no instituto bíblico.


Login | Join | Site-map
Copyright (c) GRAMIN(포) All rights reserved.